Blog
Financiamento Energia Solar: conheça os principais

Financiamento Energia Solar: conheça os principais

Procura por Financiamento Energia Solar? Então conheça várias alternativas de financiamento para energia solar pessoa física e jurídica!

Você já conhece os benefícios da instalação de sistemas de Energia Solar em empresas, indústrias e até mesmo residências!

Mas se você ou seu negócio não possuem capital imediato para investir em uma Usina Solar,  aquisição de Placas Solares ou Projeto de Bombeamento Solar, a solução pode ser recorrer ao auxílio das instituições financeiras.

O Governo e alguns bancos dispõem opções de programas interessantes de financiamento para instalação de energia solar que movimentam o mercado como:

– Financiamento de Energia Solar Caixa;

– Financiamento de Energia Solar Banco do Brasil;

– Financiamento de Energia Solar Santander;

– Financiamento Energia Solar Bradesco.

Inclusive, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) já lançou o Financiamento Energia Solar também para pessoas físicas que você vai entender melhor a seguir.

Como Funciona o Financiamento Energia Solar?

O financiamento para energia solar consiste na aquisição de sistemas fotovoltaicos, bem como máquinas e equipamentos de alta eficiência quanto à redução da emissão de gases que afetam o meio ambiente.

Esse tipo de incentivo é muito procurado por pessoas físicas e jurídicas atraídas por taxas de juros bem menores, além de condições favoráveis de financiamento para instalação de energia solar.

Sendo assim, os interessados devem procurar o banco parceiro que intermedia o processo junto ao BNDES e consultar qual a oportunidade que mais se encaixa em seu projeto de sistema solar.

BNDES Energia Solar: benefícios e alta concorrência

Em setembro do ano passado, O BNDES anunciou também a liberação de financiamento para instalação de energia solar para pessoas físicas.

Funciona assim: você pode conseguir o subsídio para comprar equipamentos que transformam a luz do sol em energia, incluindo painéis fotovoltaicos, sistemas de geradores, serviços de projetos e também a instalação (mão de obra) para a sua residência.

Para usufruir o financiamento para energia solar, uma ferramenta decisiva é o Cartão BNDES.

Cartão BNDES

Um acessório imprescindível para intermediar as transações do BNDES entre sua empresa e o banco emissor escolhido é o cartão BNDES.

Trata-se de um documento que facilita a realização das compras em estabelecimentos e empresas prestadores de serviços de energia solar apoiadas pelo banco.

Sendo assim, o cartão BNDES torna seu financiamento para energia solar muito mais prático e efetivo.

Com o saldo disponível no cartão BNDES, de acordo com a modalidade do aporte, você adquire módulos e equipamentos, e ainda cobre os serviços necessários para instalar um complexo fotovoltaico.

Programa Fundo Clima

O Programa Fundo Clima foi o primeiro a ser divulgado em junho de 2018 pelo BNDES para compra de sistemas fotovoltaicos financiados, representado excelentes benefícios para as pessoas físicas interessadas em priorizar a geração de energia solar em domicílio.

Contudo, a procura pelo recurso é tão disputada que, dentro de 2 meses após o lançamento, cerca de R$80 milhões em incentivo já haviam sido concedidos.

Para as empresas, o BNDES Energia Solar, por meio do Programa Fundo Clima inclui, além de coletores solares, equipamentos de energia solar de grande porte e máquinas cadastradas com o selo Procel.

Entre as opções de cobertura está a usina de geração fotovoltaica completa, aquisição de veículos elétricos ou híbridos movidos a etanol (ônibus, caminhões), aerogeradores, inversores e conversores de frequência, e motores movidos a biogás, por exemplo.

Mas também existem alguns tipos de empreendimentos não apoiáveis pelo BNDES.

Programa Finame

Com o enorme sucesso do Fundo Clima BNDES divulgou em seguida outro tipo de empréstimo para suprir a alta demanda que ficou de fora da primeira iniciativa.

O Finame Energias Renováveis é voltado para empresas, pessoas físicas, condomínios, produtores rurais ou cooperativas.

Por meio do Finame BNDES, os contemplados conquistam prazo de pagamento de até 120 meses, e para às Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPME’s), a taxa final de spread gira em torno de 1,3% ao mês.

Em relação aos dois projetos, o ideal é manter-se atento quanto à abertura e disponibilidade de se inscrever, já que o alto índice de aprovação e sucesso leva muitas pessoas a procurar estes tipos de financiamento para energia solar.

Principais Bancos e Financiamentos Energia Solar:

Como você percebeu, os financiamentos de energia solar são excelentes para instalar células fotovoltaicas em residências, micro, pequenas, médias e grandes empresas sem a necessidade de um investimento inicial.

Veja estes exemplos de alguns bancos:

Financiamento de Energia Solar Santander → no fim de agosto/2018, o banco informou a liberação de crédito para aquisição de sistemas fotovoltaicos com juros a partir de 0,99% ao mês. De acordo com a instituição, o objetivo é disponibilizar cerca de R$1,8 Bilhão para os contemplados neste programa do banco que prioriza a sustentabilidade.

Financiamento de Energia Solar Caixa → além dos benefícios tradicionais, como a não incidência do IOF, por meio do BNDES Finame Energias Renováveis, a Caixa disponibiliza esta linha de financiamento energia solar com prazo de pagamento dilatado em até 84 meses, e diferença de spread de 1,42% para apenas 1,05% ao ano.

Financiamento de Energia Solar Banco do Brasil  → o Banco do Brasil também trabalha com versatilidade quanto a financiamentos de energia solar, incluindo o Consórcio de Placas Fotovoltaicas, e o BNDES Finem (financiamento e empreendimento) para grandes empresas.

Procure os programas BNDES Energia Solar e confira juros abaixo dos praticados no mercado; prazos de pagamento facilitado, além de enorme economia na conta de energia elétrica – o que talvez permita que você quite o financiamento energia solar em menos tempo.

Compartilhe:

A Emap Solar é tradição em energia solar fotovoltaica no Brasil.